Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

“Venom” ultrapassa a bilheteria de todos os filmes X-Men

Graças ao segundo fim de semana na China, Venom ganhou chegou a incríveis US$ 780 milhões nas bilheterias mundiais, com os US$ 210 milhões arrecadados no mercado norte-americano próximo de ser ultrapassado pela atual soma da China, que já chega a US$ 207 milhões.
“Venom”

Graças ao segundo fim de semana na China, Venom chegou a incríveis US$ 780 milhões nas bilheterias mundiais, com os US$ 210 milhões arrecadados no mercado norte-americano próximo de ser ultrapassado pela atual soma da China, que já chega a US$ 207 milhões.

Em sua sétima semana em exibição no Brasil e após liderar por 3 semanas consecutivas, o longa já fez R$ 71 milhões, com um público total de 4.5 milhões, e segue em exibição nas salas escuras do país.

O derivado do Homem-Aranha ultrapassou todos os filmes dos X-Men, da Fox, e está prestes a ultrapassar o filme mais lucrativo da franquia cinematográfica, Deadpool, que arrecadou US$ 783 milhões em 2016. Ao mesmo tempo o longa irá superar Homem-Aranha 2, de Sam Raimi, que tem faturamento igual ao do primeiro filme do Mercenário Tagarela, e possivelmente alcançar os US$ 821 milhões de Homem-Aranha, de 2002.

No entanto, a maior bilheteria da parceria Marvel e Sony deve continuar nas mãos de Homem-Aranha 3 que arrecadou US$ 890 milhões em 2007.

O filme tem sido um sucesso improvável para a Sony, apesar dos relatos de uma produção problemática, críticas mornas e um debate sobre se o filme do anti-herói faz parte do Universo Cinematográfico Marvel ou funciona apenas em seu próprio universo cinemático, sem a possível interação futura do antigo inimigo da história em quadrinhos, o Homem-Aranha.

Com essa estreia bem-sucedida, a Sony deve avançar com a sequência planejada de Venom e continuar desenvolvendo os filmes da Gata Negra & Sabre de PrataMorbius: O Vampiro Vivo e Kraven: O Caçador, ampliando ainda mais o universo dos vilões do Cabeça de Teia nas telonas.


Deixe sua opinião:)