Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegação

Retrospectiva: Os Melhores Filmes de 2015 #2

Os cinéfilos ao redor do mundo podem comemorar. 2015 foi mais um ano cheio de grandes filmes, de diversos gêneros. Sendo assim, em homenagem ao clássico do suspense "Seven: Os Sete Crimes Capitais", que completou duas décadas de existência neste ano, separamos
Os Melhores Filmes de 2015 #2


Especial Seven: Os Sete 'Filmes' Capitais
Os cinéfilos ao redor do mundo podem comemorar. 2015 foi mais um ano cheio de grandes filmes, de diversos gêneros. Sendo assim, em homenagem ao clássico do suspense "Seven: Os Sete Crimes Capitais", que completou duas décadas de existência neste ano, separamos sete filmes de cada gênero que fizeram muito sucesso em 2015. Portanto, teremos dicas para todos os gostos! Vale lembrar que só entraram para a lista filmes que estrearam este ano aqui no Brasil e estão organizados pela ordem de lançamento, confiram:



Ação/Aventura

1 - Kingsman: Serviço Secreto (5 de Março)
O ano já começou bem quando uma adaptação de graphic novel surpreendeu o público por ser uma produção cheia de estilo e - o principal - extremamente violenta. Contando a história de um garoto rebelde que é recrutado para trabalhar para um serviço secreto que quer frustrar os planos maquiavélicos de um vilão bem caricato, Kingsman traz Colin Firth e Samuel L. Jackson em papéis impagáveis e certamente a melhor cena de luta do ano, dentro de uma igreja.

2 - Velozes e Furiosos 7 (2 de Abril)
Apesar de desafiar a física e a lógica de formas absurdas, 'Furiosos 7' é o perfeito exemplo de que um filme muito bem feito é capaz de fazer o espectador se envolver com a magia do cinema e mergulhar na trama. Com uma produção que não poupou despesas, o filme é bem divertido, com ação de enfartar a platéia e extremamente emotivo graças a partida prematura do astro Paul Walker. Um filme imperdível.

3 - Mad Max: Estrada da Fúria (14 de Maio)
Cheio de ação, com personagens marcantes como Furiosa e Nux e uma direção alucinante e espetacular de George Miller, é um dos destaques do ano e certamente ficará na memória por muito tempo, graças às suas cenas memoráveis e frases marcantes. Se ainda não assistiu, não perca mais tempo! Embarque nesta loucura em pleno deserto, prepare-se para adentrar os portões de Valhalla e 'testemunhe' este filmaço!

4 - Homem-Formiga (16 de Julho)
Sim, os filmes de super-heróis estão dando uma 'saturada' no cinema atual. Mas garanto que quando a Marvel anunciou o filme do Homem-Formiga, muitos disseram "Quem?". E justamente aí que todos foram pegos de surpresa. Contando com piadas inspiradas de Paul Rudd e principalmente Michael Peña, o filme apresenta um herói charmoso e improvável, que supera até mesmo sua trama levemente previsível.

Podemos explicar o sucesso de 'Missão Impossível' durante esses 20 anos até aqui, pela sua incrível capacidade de se reinventar. Este novo filme trouxe um imponente Tom Cruise em plena forma física e se aproveitou do ressurgimento dos filmes de espião, com um roteiro inteligente e uma trama bem ao estilo '007'. A cena do tanque d'água é literalmente de tirar o fôlego.

6 - O Agente da U.N.C.L.E. (3 de Setembro)
Este divide um pouco as opiniões, mas entra na lista por saber - de forma muito inteligente - disfarçar uma história completamente clichê de dois agentes rivais que acabam se unindo em uma missão, apelando para o carisma de seus protagonistas e dosando muito bem cenas de ação e humor. Sem falar que é um filme de Guy Ritchie, um dos mestres do humor-negro no cinema atual.

7 - Perdido em Marte (1 de Outubro)
Ridley Scott está de volta! Em seu retorno ao espaço, gênero que o consagrou no início da carreira, o diretor surpreende com o drama de um astronauta esquecido em Marte, ao contar a história de forma extremamente descontraída e engraçada. Somado ao carisma de Matt Damon e uma seleção de músicas fantástica, o filme encanta também pelo seu visual impecável.



Comédia/Animação

1 - O Grande Hotel Budapeste (22 de Janeiro)
Relançado no Brasil em Janeiro, o filme conta com o estilo e 'mise-en-scène' característicos de Wes Anderson na direção. Apoiado por uma atuação hilária de Ralph Fiennes, 'Hotel Budapeste' é uma poesia visual e uma linda e engraçada homenagem ao cinema pastelão e inocente do início do século passado.

2 - Birdman (29 de Janeiro)
Ok, alguns vão perguntar: "Birdman é comédia?". Na verdade é uma 'dramédia', tanto que foi indicado ao Globo de Ouro de Melhor Comédia ou Musical no início do ano. O filme marca o retorno de Michael Keaton aos holofotes com uma analogia da sua própria carreira, além de consagrar o mexicano Iñarritu como um dos mais empolgantes diretores a se observar daqui pra frente. Com grandes atuações, planos maravilhosos e uma história interessante, Birdman certamente merece estar na lista.

3 - A Espiã Que Sabia de Menos (4 de Junho)
Nesta comédia que - assim como seu conterrâneo 'Descompensada' - reverte o gênero colocando uma mulher no papel principal, uma analista que faz trabalho burocrático na CIA - a hilária Melissa McCarthy -, que entra como voluntária em uma missão de campo e, é claro, muita confusão está prestes a acontecer. O astro da ação Jason Statham também está muito engraçado em um papel bem diferente de tudo que fez anteriormente.

4 - Divertida Mente (18 de Junho)
O visual colorido e bem feito é de encher os olhos. A idéia é inovadora e completamente inteligente. Mas o que realmente torna o filme um dos melhores do ano é sua capacidade de comover o espectador, que durante sua projeção tem a oportunidade de olhar para dentro de si mesmo e confrontar suas emoções. A Pixar prova mais uma vez que nem sempre animações são feitas apenas para as crianças.

5 - Shaun: O Carneiro (3 de Setembro)
Vindo da mesma família de stop-motion de 'A Fuga das Galinhas', Shaun é extremamente engraçado, conseguindo contar sua história apenas com o aspecto visual, que remete aos comediantes Chaplin, Buster Keaton ou Mr. Bean. Assim como eles, o sucesso de Shaun deve-se ao seu timing impecável e gags visuais que matam o espectador de tanto rir.

6 - Descompensada (24 de Setembro)
Judd Apatow é um dos principais responsáveis pela nova comédia em Hollywood, que vai desde 'O Virgem de 40 Anos', 'Superbad' e 'Ligeiramente Grávidos' até este, que é um dos filmes mais engraçados do ano, sem dúvidas. Ao subverter as histórias típicas do gênero, que trazem um homem com dificuldades de se envolver emocionalmente, ele dirige a história escrita pela estrela do filme, Amy Schumer, com seu estilo desbocado e corajoso, e é apoiado pelo sempre engraçado Bill Hader e, quem diria, o astro LeBron James.

Uma das grandes surpresas do gênero em 2015 foi este filme bem modesto, mas que funciona graças a seu elenco bem afiado e principalmente uma história curiosa e cativante. Além de ser engraçado, ainda carrega uma boa carga dramática que emociona e faz uma belíssima homenagem ao próprio cinema. Imperdível para qualquer cinéfilo.


Drama/Romance

1 - Whiplash (8 de Janeiro)
2015 começou muito bem quando já nas primeiras semanas estreou Whiplash, história de um jovem e talentoso baterista que é levado ao limite físico e psicológico por um professor extremamente exigente. O filme foi sucesso total desde sua estréia e impressionou pela direção e atuações de primeira linha, cortes rápidos e intensos, closes e principalmente seu ótimo gosto musical.

Um filme que não agradou a todos pelo seu ritmo lento e paciente demais, Foxcatcher entra na lista pelas atuações incríveis do seu trio principal, além de tratar de uma história real e chocante. Destaque para Steve Carell, acostumado a fazer o espectador gargalhar com suas trapalhadas, que está irreconhecível no papel principal de um homem completamente atormentado e infeliz.

3 - A Teoria de Tudo (29 de Janeiro)
Em um ano com poucos destaques românticos, este filme não poderia faltar. Contando a biografia do gênio Stephen Hawking do ponto de vista do seu relacionamento, o filme mostra como o verdadeiro amor é capaz de superar qualquer dificuldade. Vale a pena pela excelente interpretação de Eddie Redmayne, que lhe rendeu o Oscar de Melhor Ator e a belíssima trilha sonora de Jóhan Jóhannsson.

4 - Nocaute (10 de Setembro)
Apesar de poder ser acusado de ser bastante clichê, o melodrama 'Nocaute' está na lista graças a brilhante transformação física e atuação de Jake Gyllenhaal, um boxeador que perde sua esposa e filha e precisa lutar para retomar as rédeas de sua vida. Caso não considere isto suficiente para ver o filme, saiba que a direção de Fuqua é maravilhosa nas cenas de luta, colocando o espectador 'dentro' do ringue. Recomendado para os amantes do esporte.

5 - Sicario: Terra de Ninguém (22 de Outubro)
Denis Villeneuve retorna com mais um drama espetacular, que vai muito além do que é mostrado na tela e questiona valores como ética e moralidade. Na trama - em uma atuação espetacular de Emily Blunt - uma agente do FBI se voluntaria para participar de uma missão na fronteira EUA/México a fim de capturar um chefão do cartel de drogas, mas conforme as coisas acontecem, ela percebe que a fronteira é apenas uma linha a se cruzar e que uma descoberta interna pode ser muito pior. Destaque para a fantástica fotografia e trilha sonora.

6 - O Clã (10 de Dezembro)
O cinema argentino tem se destacado cada vez mais ao redor do mundo. No ano passado, tivemos o ótimo 'Relatos Selvagens', que ficou entre os melhores do ano na lista de muita gente. Dos mesmos produtores, este ano temos o drama baseado em fatos reais 'O Clã'. O filme é imperdível pela atuação assombrosa de Guillermo Francella, como um pai de família que sequestra conhecidos ricos para ficar com o dinheiro do resgate, e envolve toda sua família nos crimes.

7 - Macbeth: Ambição e Guerra (24 de Dezembro)
Talvez o último filme lançado por aqui que tenha valido a pena conferir no cinema, o filme conta com dois dos melhores atores da atualidade: Fassbender e Cotillard em atuações muito boas. Macbeth é uma adaptação bastante fiel da obra de Shakespeare, incluindo os diálogos que soam bastante teatrais, mas a direção inventiva de Kurzel consegue dar um ar bastante contemporâneo à obra, com cenas de batalha muito bonitas cenograficamente e uma fotografia de encher os olhos.



Ficção Científica/Fantasia

1 - O Predestinado (19 de Fevereiro)
Ethan Hawke volta a se destacar em uma história bastante intrigante, onde um Agente que é enviado para prevenir crimes futuros - sim, parecido com Minority Report ou Deja-Vú - precisa impedir o único criminoso que já o havia enganado anteriormente, antes de se aposentar. Garantia de muito mistério e suspense de qualidade com um roteiro bastante inteligente.

2 - Cinderela (26 de Março)
Cinderela é uma adaptação extremamente fiel à animação homônima da Disney, e não é demérito algum dizer isto. O aspecto visual é perfeito, com figurino e direção de arte muito bem executados, e o filme funciona como uma 'revisão' do clássico original. Excelente dica para as crianças ou para quem adora histórias de princesas.


3 - Chappie (16 de Abril)
Após o sucesso impressionante de 'Distrito 9', muito se esperava do diretor Blomkamp nos seus próximos trabalhos. Apesar de 'Elysium' e 'Chappie' não causarem o mesmo impacto do antecessor, não dá pra negar que suas premissa são muito boas. Chappie é um robô patrulha que é reprogramado após ser roubado e passa a pensar por si mesmo. Apesar da trama ter parecido um pouco mais 'artificial' do que deveria, a ideia é muito boa e é um filme que divide opiniões, portanto, recomendo que vejam por si mesmos para saber se simpatizam (ou não) com o robozinho.

Este poderia ter entrado na categoria romance, mas por sua montagem inventiva e 'brincar' com o tema da imortalidade de uma forma diferente, o filme é indicado para aqueles que buscam uma história fora do convencional. Contando com grande atuação da sua protagonista Blake Lively, 'Adaline' é uma grata surpresa no gênero da fantasia, algo bastante em falta atualmente.

Contando com a participação de três atores emergentes bastante talentosos (Gleeson, Isaac e Vikander), o filme é extremamente atual, pois fala de um futuro próximo onde uma máquina com inteligência artificial vai evoluindo e começando a raciocinar como um ser humano, enquanto um jovem programador é selecionado para observar e participar deste experimento. Um filme tão bom quanto surpreendente e cativante.

6 - Expresso do Amanhã (27 de Agosto)
Abordar a luta de classes em um mundo distópico, claustrofóbico e injusto colocando o Capitão América para dar porrada em um monte de gente? Um diretor sul-coreano teve esta idéia genial em Snowpiercer. A trama, que é muito mais filosófica do que parece, começa de forma fantástica com uma ligeira queda no final, mas o bom elenco e o visual estarrecedor transcendem qualquer problema do filme. Uma pena que tenha demorado tanto para chegar ao Brasil (o filme é de 2013), mas merece estar na lista com certeza.

7 - Star Wars: O Despertar da Força (17 de Dezembro)
Este é claro que não poderia faltar. Após um bom tempo de espera, aguardando ansiosamente, podemos dizer que tudo valeu a pena. Dirigido por J.J. Abrams, que inteligentemente 'reciclou' a história original da saga e ao mesmo tempo modificou a linguagem para conquistar a nova geração, Star Wars agrada fãs e novos adeptos ao introduzir vários novos personagens interessantes, com destaque para a belíssima Rey. Um filme de tirar o fôlego e um dos melhores do ano, sem dúvidas.



Suspense/Terror/Thriller

1 - O Ano Mais Violento (2 de Abril)
Este filme tem uma atmosfera extremamente sombria. Não é para menos, estamos em Nova Iorque em 1981, um dos anos mais perigosos para se viver na cidade. Oscar Isaac é um imigrante que busca ao mesmo tempo proteger seu negócio e família em meio a este clima tenso, e o promissor diretor e roteirista J.C. Chandor nos presenteia com mais este filmaço com grandes atuações e um figurino impecável. Estaria surgindo um novo Scorsese? O tempo dirá.

2 - Noite Sem Fim (30 de Abril)
Este filme sofreu do mesmo problema que 'Nocaute' para alguns colegas da crítica: a previsibilidade. Eu não senti isto, talvez pela grande performance de Liam Neeson e Ed Harris, além da presença sempre ilustre de Vincent D'Onofrio (que arrebentou como Rei do Crime em 'Demolidor'). Poderia até ser considerado um filme de ação comum, mas como o título sugere, a noite intensa e a correria para elucidar os mistérios que acercam a trama, tornam o filme um thriller bem competente e difícil de abandonar depois que começou a ver.

3 - Corrente do Mal (27 de Agosto)
A surpresa mais agradável do ano. Ponto. Do jeito que a coisa não está boa para o terror atualmente, você começa assistir ao filme e fica esperando aquele susto... que nunca vem! Ao invés disto, o filme - sem pressa alguma - lança um mistério no ar, e vai aterrorizando tanto os personagens como a platéia gradativa e psicologicamente, graças a um roteiro 'limpo' e bem escrito. E a estética e a trilha sonora? Absolutamente lindas, num tom "vintage" que remete aos filmes do gênero nos anos 80, nostalgia pura. Pena que o final deixe um pouquinho a desejar, mas ainda sim toda a jornada até lá compensa totalmente.

4 - Terror nos Bastidores (9 de Outubro)
Este filme passou despercebido por muita gente. Muita mesmo. Lembram-se de tudo o que eu acabei de dizer sobre 'Corrente do Mal'? Este filme leva praticamente os mesmos elogios. Mais conhecido pelo seu título original 'The Final Girls', a única diferença para o mencionado anteriormente é que aqui há um tom muito mais descontraído e a homenagem ao gênero slasher (leia Sexta-Feira 13) e aos anos 80 é feita por meio da sátira, mais ou menos como o fantástico 'Tucker e Dale Contra o Mal'. Diversão garantida com aqueles arrepios na espinha por não saber o que esperar, filmaço!

5 - A Visita (26 de Novembro)
Eu queria muito dizer aqui que M. Night Shyamalan está de volta ao seu melhor, mas ainda não foi desta vez. Entretanto, seu último trabalho pode ser considerado o melhor do diretor desde o bom 'A Vila', mesmo tendo uma estrutura completamente diferente. Neste filme, o diretor utiliza o mockumentary (documentário falso), quando dois netinhos decidem registrar sua primeira visita à casa dos avós que não conheciam. Mas ao chegarem lá, os garotos descobrem que terão uma semana assustadora nas mãos dos velhinhos... Com bons sustos e até umas piadas bem engraçadas, A Visita é um filme que compensa no final das contas.

6 - O Presente (3 de Dezembro)
Quem ia imaginar que o ator Joel Edgerton iria escrever e dirigir o melhor filme de suspense do ano? Interpretando Gordo, o filme conta a história de um casal que acaba de se mudar para recomeçar suas vidas quando Jason Bateman reencontra um antigo colega de classe. Conforme esses encontros aumentam, o casal vai ficando cada vez mais incomodado e desconfortável, até que segredos começam a ser revelados. Se parece clichê, vai por mim, não é. E o final é tão bom que parece até ter sido inspirado no clássico que dá o nome a este especial, Seven: Os Sete Crimes Capitais.

7 - Garota Sombria Caminha pela Noite (17 de Dezembro)
Já começa que o filme apesar de americano, não parece nem um pouco, só pra dar uma variada. Depois, ele é preto e branco, nostalgia total. E pra fechar, recupera a 'honra' dos filmes de vampiros, após o 'mal' que a franquia Crepúsculo havia feito a eles... O filme é dirigido e estrelado por iranianos e passou por vários festivais sempre com muitos elogios. Na história, há uma cidade 'fantasma' onde os habitantes nem imaginam que há um vampiro solitário que as persegue. Vale muito pelo visual e pela trama diferenciada.

Então é isso, espero que tenham gostado e aguardo todos vocês de volta aqui para a nossa retrospectiva no ano que vem. Feliz 2016 a todos!
Divulgaí

Deixe sua opinião:)