Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

Polônia rejeita pedido de “Missão: Impossível 7” para explodir ponte histórica

A produção planejava filmar em uma ponte construída em 1909 na vila polonesa de Pilchowice, com planos de explodir parte da ponte para uma sequência de ação.
Missão: Impossível

Enquanto Missão: Impossível se prepara para retomar a filmagem principal em sua sétima parte, a produção encontrou um novo obstáculo na Polônia.

A produção planejava filmar em uma ponte construída em 1909 na vila polonesa de Pilchowice, com planos de explodir parte da ponte para uma sequência de ação. Em resposta, há um esforço para que a ponte seja reconhecida como monumento nacional. O vice-ministro da Cultura, Pawel Lewandowski, argumentou que a ponte, desativada para uso público em 2016 devido a sua constante deterioração, não tinha valor cultural e a produção ajudaria a atrair a atenção global para a Polônia.

Eu não me fixaria no fato de que a Ponte Pilchowicki é um monumento. Ela fica em ruínas e não tem valor. Nem todas as coisas antigas são monumentos. A lei afirma claramente que um monumento é apenas aquele que possui características sociais, artísticas ou científicas. Na arte e na cultura, esse valor só surge quando existe uma relação entre o objeto cultural e as pessoas. Portanto, se um objeto não é usado, não está disponível, não tem esse valor. Portanto, não é um monumento”, explicou Lewandowski em uma declaração escrita à Wirtualna Polska, uma associação de empresas polonesas. “E apenas uma pequena parte será destruída durante as filmagens”.

Enquanto os habitantes locais protestam contra os planos e procuram preservar a ponte como monumento, Lewandowski expressou sua esperança de que os fundos de revitalização do governo e o potencial apoio da produção reconstruam e restaurem a ponte. Enquanto isso, as filmagens de Missão: Impossível 7 devem ser retomadas em setembro no Reino Unido, com a produção programada para se mudar para a Polônia em abril.

O extenso elenco estelar inclui Tom Cruise (No Limite do Amanhã), Esai Morales (Titãs) - que substituiu Nicholas Hoult (Mad Max: Estrada da Fúria) -, Shea Whigham (Coringa), Hayley Atwell (Capitão América: O Primeiro Vingador), Pom Klementieff (Guardiões da Galáxia Vol. 2), Vanessa Kirby (Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw), Rebecca Ferguson (Doutor Sono), Simon Pegg (Jogador Nº 1) e Ving Rhames (Pulp Fiction).

A Paramount definiu as estreias das duas próximas sequências com um ano de diferença, com o sétimo capítulo recentemente adiado para 18 de novembro de 2021 e o oitavo filme agendado para 3 de novembro de 2022.

Após o enorme sucesso comercial e crítico dos dois últimos capítulos, o roteirista/diretor Christopher McQuarrie (Os Suspeitos, Jack Reacher) assinou um novo contrato com a Paramount para voltar a escrever e dirigir as duas sequência, recusando outras ofertas de estúdio para sua longa parceria com o astro da franquia, Tom Cruise, que está programado para retornar em ambos os filmes.

A Skydance Media (Guerra Mundial Z, Aniquilação), que entrou no quarto capítulo da franquia, retorna na produção das duas sequências.

A franquia Missão: Impossível abrange quase 25 anos e seis filmes, começando com um modesto sucesso de bilheteria e crítica nos dois primeiros filmes antes de lançar seu protagonista em contos mais explosivos e cada vez mais explosivos; com cada filme recebendo crítica progressivamente melhores do que seu antecessor, com o mais recente capítulo, Efeito Fallout, ganhando os maiores elogios e o reconhecimento máximo do Critics Choice Awads como Melhor Filme de Ação, e adquirindo a maior bilheteria da franquia com mais de US$ 790 milhões arrecadados mundialmente. Juntos, os seis filmes já arrecadaram US$ 3.5 bilhões.

Deixe sua opinião:)

Mostrar comentários 💬