Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

47 Ronins | Sequência cyberpunk em desenvolvimento na Netflix

O novo filme será ambientado 300 anos no futuro em um mundo ciberpunk exótico e oferecerá uma releitura do filme original de 2013 e de seu material de origem Chūshingura, com fontes relatando que o filme incorporará elementos de terror ao lado de elementos de samurai moderno.
47 Ronins

Pouco antes de Keanu Reeves voltar aos holofotes com a franquia John Wick, ele liderou o desastre de bilheteria 47 Ronins para a Universal Pictures, mas apesar do fracasso do filme, o estúdio deu sinal verde para uma sequência com o co-astro de Mulan, Ron Yuan, definido para dirigir, de acordo com o Deadline.

O novo filme será ambientado 300 anos no futuro em um mundo ciberpunk exótico e oferecerá uma releitura do filme original de 2013 e de seu material de origem Chūshingura, com fontes relatando que o filme incorporará elementos de terror ao lado de elementos de samurai moderno.

Estou incrivelmente animado por trabalhar com a Universal e a equipe de produção neste filme de mistura de gêneros, artes marciais, ação, terror e cyber-punk”, disse Yuan. “Esta será uma viagem divertida, intensa e emocionante para os telespectadores em todo o mundo.

A sequência será produzida por John Orlando, Share Stallings e Tim Kwowk, com a Universal 1440 Entertainment também contratada para produzir para o estúdio original e a Netflix pronta para distribuir o filme mundialmente. Os cineastas pretendem iniciar a produção do projeto no começo de 2021.

47 Ronins foi escrito por Chris Morgan (franquia Velozes e Furiosos) e Hossein Amini (Drive) em uma história de Morgan e Walter Hamada (The Batman) e dirigido por Carl Rinsch em sua estréia e contou com um elenco que incluiu Reeves, Hiroyuki Sanada (Wolverine: Importal), Tadanobu Asano (Mortal Kombat), Rinko Kikuchi (Círculo de Fogo) e Ko Shibasaki (Batalha Real). Vagamente baseada nos relatos ficcionalizados do grupo titular, a história se centra nos 47 rōnins no Japão do século 18, quando eles começaram a vingar a morte de seu mestre.

O filme foi um fracasso notório para a Universal Studios, sendo criticado pela crítica e pelo público e arrecadando apenas US$ 151 milhões de bilheteria global com seu orçamento de US$ 175 milhões, sendo considerado um dos maiores fracassos de bilheteria da história e deixando o estúdio no vermelho em 2013.

Deixe sua opinião:)

Mostrar comentários 💬