Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

John Singleton, diretor de Os Donos da Rua, morre aos 51 anos

Os relatos do falecimento do cineasta de 51 anos chegaram na manhã desta segunda-feira, mas foram rapidamente revelados como falsos pela representação do diretor.
John Singleton

É com grande tristeza que relatamos a morte do diretor John Singleton (Os Donos da Rua, +Velozes e +Furiosos) devido a complicações de um derrame.

Os relatos do falecimento do cineasta de 51 anos chegaram na manhã desta segunda-feira, mas foram rapidamente revelados como falsos pela representação do diretor. A notícia de sua morte foi agora confirmada pelo Deadline, depois que a família do diretor decidiu tirá-lo do suporte vital.

Queremos agradecer aos incríveis médicos do Hospital Cedars-Sinai pelo seu cuidado e gentileza e, mais uma vez, queremos agradecer a todos os fãs, amigos e colegas de John por todo o amor e apoio que mostraram a ele durante este período difícil”, disse a família em uma declaração.

Aos 24 anos, Singleton fez história com seu filme de estréia, Os Donos da Rua, de 1991, pelo qual se tornou o mais jovem candidato a Melhor Diretor, bem como o primeiro afro-americano indicado na categoria do Oscar. O filme ajudou a impulsionar as carreiras cinematográficas de Cuba Gooding Jr., Angela Bassett, Ice Cube e Laurence Fishburne.

Ele seguiu esse triunfo ao dirigir o clipe de Michael Jackson “Remember the Time”, com Eddie Murphy, bem como mais dois dramas socialmente conscientes Sem Medo no Coração, de 1993, e Duro Aprendizado, de 1995. Nenhum dos dois dramas foi bem recebido criticamente, mas ele se recuperou com o drama histórico de 1997 O Massacre de Rosewood, e o drama de 2001 Baby Boy - O Rei da Rua, que foi a estréia de Tyrese Gibson.

Singleton ramificou-se no gênero de ação com Shaft de 2000, que apresentou Samuel L. Jackson como sobrinho do detetive particular de Richard Roundtree (mais tarde retransmitido para seu filho no inédito Shaft, de 2019). Ele então dirigiu o segundo filme da série Velozes e Furiosos, intitulado +Velozes +Furiosos, que apresentou os personagens de Tyrese Gibson e Ludacris, agora ambos favoritos dos fãs. A sequência arrecadou US$ 236 milhões em todo o mundo e se tornou o maior sucesso financeiro da carreira de Singleton.

Seus próximos dois filmes de ação foram Quatro Irmãos (2005) e Sem Saída (2011), que provaram não ser bem-sucedidos, e desde o lançamento deste último, Singleton se manteve na direção para TV, em séries como Empire: Fama e Poder, American Crime Story e Snowfall - sendo também produtor e co-roteirista deste show.

Alguns dos projetos não realizados de Singleton incluíram uma adaptação de Wheelman estrelada por Vin Diesel (mais tarde feita pela Netflix com Frank Grillo), a adaptação cinematográfica do programa de TV Esquadrão Classe A (mais tarde feita em 2010) e um filme biográfico de Tupac Shakur (mais tarde realizada em All Eyez On Me: A História de Tupac).


Deixe sua opinião:)

Mostrar comentários 💬