Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

Cinefantasy chega à 8ª edição com eventos, cursos e sessões de filmes inéditos

Festival acontece de 06 a 11 de novembro no Centro Cultural São Paulo com entrada gratuita e homenagem à diretora paulista Juliana Rojas
Cinefantasy
Polterheist

O Festival Internacional de Cinema Fantástico chega à sua oitava edição com uma seleção de 64 filmes, entre curtas e longas, que serão exibidos no Centro Cultural São Paulo.

As produções não se restringem ao universo brasileiro: filmes da Guatemala, da Polônia, da França, de Portugal, do Reino Unido, da Espanha, da Moldávia, da Tailândia, da China e da Argentina se unem aos nacionais para completar a programação, composta de obras de fantasia, terror e ficção científica, que se dividem em três sessões diárias.

Inéditos no Brasil, como os curtas-metragens "Goodnight, Gracie", exibido em mais de 70 festivais e com Courtney Gains (de "Colheita Maldita", "De Volta para o Futuro" e "Meus Vizinhos são um Terror") no elenco; "Patria", dirigido por Alejandro Lobo León e com atuações de Darko Peric ("La Casa de Papel") e Fernando Tielves ("O Labirinto do Fauno"); e "Belle À Croquer", dirigido por Axel Courtière e com a atriz Catherine Deneuve ("Repulsa ao Sexo", "A Bela da Tarde"), estão na programação do evento.

Os longas nacionais que fazem parte da seleção são "O Barco", de Petrus Cariry, que retrata Esmerina, uma mulher com 26 filhos que consegue decifrar o futuro por meio deles; e os de terror "A Mata Negra", de Rodrigo Aragão, sobre uma garota que encontra um livro de magia; e "Terra e Luz", dirigido por Rennè França, que é ambientado em um futuro pós-apocalíptico, quando seres humanos foram exterminados por criaturas que se assemelham a vampiros.

Entre os longas estrangeiros, destacam-se no programa o premiado thriller português "Uma Vida Sublime", de Luís Diogo, sobre um médico com uma vida perfeita que tenta combater a tristeza dos outros com dois métodos radicais, e "Eullenia", que abre a mostra no dia 6/11 e explora uma tragédia pessoal e, com isso, faz uma crítica ácida aos magnatas tailandeses. O filme tem direção de Paul Spurrier (de "P"), primeiro diretor ocidental a dirigir um longa em tailandês.

A homenageada deste ano é a cineasta paulista Juliana Rojas, diretora de filmes como "Sinfonia da Necrópole", "Trabalhar Cansa" e "As Boas Maneiras" (os dois últimos com codireção de Marco Dutra). Com uma obra marcada por fábulas que mesclam suspense e fantasia em universos dramáticos, Juliana já recebeu prêmios nos principais festivais nacionais e estrangeiros, entre eles o Festival de Cannes, o Festival de Locarno, o Festival do Rio, o Grande Prêmio Brasileiro de Cinema e o Festival de Gramado.



O 8º Cinefantasy acontece de 6 a 11 de novembro, terça-feira a domingo, no Centro Cultural São Paulo. A entrada é gratuita.

Deixe sua opinião:)