Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegação

Crítica: ANJOS DA LEI 2

Se tem uma coisa que pode-se afirmar sobre Anjos da Lei, é que é um filme efetivamente divertido. Tiradas inteligentes, a forte química entre os protagonistas, doses moderadas de ação, e, além é claro, do tom satírico que perpassava toda sua duração, garantiram seu êxito junto ao público e a crítica, condição totalmente favorável para um segundo filme. O fato é que como qualquer continuação, Anjos da Lei 2 esforça-se para repetir o feito do primeiro e tentar engatilhar um terceiro, a diferença é que justamente por ter consciência desse fato a obra consegue rir tanto de si própria, que é impossível para os espectadores não fazer o mesmo. 

Após os acontecimentos do primeiro filme Schmidt (Jonah Hill) Jenko (ChanningTatum) são incumbidos de uma nova missão. Sob a supervisão do Capitão Dickson (Ice Cube) deverão infiltrar-se numa Universidade, para descobrir a identidade do traficante de uma nova droga. Durante a missão, porém, os policiais mais uma vez acabam se envolvendo, Jenko descobre a possibilidade de sucesso como atleta na faculdade, enquanto Schimidt tenta manter um relacionamento com uma bela estudante. 

O filme não nos deixa esquecer que o mesmo, a despeito de suas boas intenções, está inserido na lógica hollywoodiana de produção de sequências, remakes, reboots, adaptações e etc., e sendo assim não deixa de ser um caça níquel descarado. Isso se faz notar logo de início através de metalinguagem, quandopor exemplo os protagonistas são informados que devem repetir exatamente o que fizeram em seu primeiro caso para ter sucesso, ou quando seu superior aponta que agora com uma verba maior podem desfrutar de um centro de operações desnecessariamente moderno, e também mais tarde quando a verba é cortada e eles precisam utilizar o mínimo de cenário possível, para evitar gastos.

Ao lado da metalinguagem pesa também como ponto positivo, o fato de que os atores envolvidos no projeto são muito bons no exercício da comédia, sendo que aqui ou ali é possível perceber que estamos diante de uma improvisação, e das boas. Esses fatores pesam para criar um filme muito agradável de se assistir e que principalmente provoca muitas risadas. Para aqueles que tiveram um bom momento com o primeiro filme certamente irão aprovar o segundo, afinal, até como a própria obra sugere, este é mais um capítulo de uma série de televisão muito pouco séria, mas seriamente engraçada.
Divulgaí

Deixe sua opinião:)