Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

Derivado “Reino do Fosso” deve estrear antes de Aquaman 2

Após o Aquaman de James Wan se tornar o filme mais bem-sucedido do Universo Estendido DC até o momento, a Warner Bros. decidiu criar um derivado girando em torno do Reino do Fosso.
Reino do Fosso

Após o Aquaman de James Wan se tornar o filme mais bem-sucedido do Universo Estendido DC até o momento, a Warner Bros. decidiu criar um derivado girando em torno do Reino do Fosso. Agora, temos a confirmação de que isso acontecerá sem o Aquaman de Jason Momoa ou a Mera de Amber Heard.

Anteriormente Wan não confirmou o derivado, mas o produtor de Aquaman, Peter Safran, revelou que o filme será realizado após o primeiro filme e está tentando lançá-lo antes de Aquaman 2, que está programado para estrear em dezembro de 2022.
“Nós sempre, desde os primeiros dias da arte conceitual, adoramos a ideia de um filme do Fosso”, disse Safran ao The Hollywood Reporter na abertura da exposição Aquaman na Warner Bros. “Então, quando o público o abraçou no filme, particularmente naquela cena onde a câmera segue as criaturas do Fosso perseguindo Arthur e Mera até as profundezas, nós apenas sabíamos que tínhamos algo muito especial lá e nós sabíamos o que aquele filme deveria ser, e ele deve sair antes do Aquaman 2.”
Wan disse isso no passado, insinuando que o DCEU iria mergulhar mais fundo no escuro reino aquático que fornecia residência para atlantes exilados que se tornaram mutantes. Obviamente, os detalhes do enredo são serão divulgados nestes estágios iniciais, mas deixa os fãs imaginando quem estará explorando este abismo oceânico se não for Arthur e Mera.

Nos quadrinhos, O Fosso apareceu pela primeira vez em 2011 no Aquaman - the Trench, de Geoff Johns e Ivan Reis. Quando Atlântida caiu no oceano, o povo da Trincheira estabeleceu-se em uma trincheira perto da Cordilheira Média-Atlântica, desenvolvendo sua própria língua e adaptando-se às condições de sua nova casa. Como mostrado no filme, eles parecem mais animalescos, pois não falam e atacam qualquer coisa que entre em seu território.

Safran, que trabalhou com Wan em todos os filmes da franquia Invocação do Mal, acrescentou que usou a “cartilha do ConjuringVerse” para pensar em quantas histórias eles podem contar dentro daquele mesmo universo individual.
“Eu e James Wan sempre compartilhamos a mesma filosofia, que é: Você tem que fazer isso direito. Você não quer fazer isso rápido. Você só quer fazer isso direito. DC tem uma boa lista de filmes que estão saindo. Eu acho que quando você está fazendo filmes independentes realmente fortes, não há necessidade de trazê-los juntos. Você quer dar a esses personagens espaço para respirar e viver e contar suas histórias. Mulher-Maravilha mostrou que é um grande filme solo. E em Aquaman, nós nos sentimos da mesma forma. Nós pensamos que há muito material para uma sequência e além disso nós introduzimos os sete reinos da Atlântida; James Wan conhece a arquitetura, o arsenal, as forças armadas, o visual, a sensação, a vibração geral de cada um desses reinos e eu tenho certeza de que haverá uma oportunidade de explorá-los de alguma forma mais tarde”.
Aquaman estreou nos cinemas em dezembro e fez US$ 1.141 bilhão na bilheteria global. O filme foi estrelado por Jason Momoa como Aquaman, Amber Heard como Rainha Mera, Patrick Wilson como Orm/Mestre dos Mares, Willem Dafoe como Nuidis Vulko, Yahya Abdul-Mateen II como Arraia Negra, Temuera Morrison como Thomas Curry, Dolph Lundgren como Rei Nereus e Nicole Kidman como a rainha Atlanna.


Deixe sua opinião:)

Mostrar comentários 💬