Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

Acordo da Disney-Fox aguarda aprovação de órgãos reguladores do Brasil

O CEO da Disney, Bob Iger, viajou ao Brasil recentemente para tentar levar o negócio adiante e obter a aprovação do regulador antitruste brasileiro Cade, mas não teve sucesso.
Disney-Fox
Assim que a intenção de vender a Fox se tornou conhecida, a Disney rapidamente se tornou a principal concorrente para comprar os vastos recursos de TV e filmes que o estúdio mantinha. A Comcast tentou intervir e comprar a Fox, mas eles simplesmente forçaram a Disney a aumentar sua oferta para US$ 71 bilhões no processo.

Nos meses que se seguiram, a Disney e a Fox tem procurado aprovação regulatória de todo o mundo para oficializar o acordo. O Departamento de Justiça norte-americano aprovou o acordo e outros países fizeram o mesmo desde então. A China foi o país mais notável e recente a aprovar o acordo sem quaisquer condições, deixando o Brasil e o México como dois dos maiores países que ainda não tomaram uma decisão. É a falta de uma decisão do Brasil que parece estar atrasando o negócio.

Em um novo relatório da Bloomberg, eles revelaram que o CEO da Disney, Bob Iger, viajou ao Brasil recentemente para tentar levar o negócio adiante e obter a aprovação do regulador antitruste brasileiro Cade, mas não teve sucesso. A falta de um acordo é supostamente devido a uma crença dividida dentro do Cade em relação ao potencial monopólio esportivo da Disney, já que eles logo possuirão a ESPN e a Fox Sports. O Cade ainda não decidiu quando sua decisão será anunciada, mas 17 de março é o prazo legal neste momento. O grupo terá uma reunião em 27 de fevereiro e uma prorrogação do prazo provavelmente será solicitada se um acordo não for discutido.

Por mais preocupante que isso possa parecer, isso pode ser resolvido rapidamente se a programação esportiva da Disney for o maior obstáculo. Quando o Departamento de Justiça dos EUA aprovou o acordo no ano passado, eles o fizeram com a condição de que a Disney vendesse os 22 canais da Fox Sports adquiridos. Como a Disney já é dona da ESPN, os órgãos reguladores estão tentando evitar que a Disney crie um monopólio no mundo das transmissões esportivas, possuindo duas grandes redes diferentes. A Disney tem 90 dias a partir da conclusão do acordo com a Fox para vender seus canais da Fox Sports, para que o Brasil possa fazer a mesma condição.

Esse pequeno obstáculo com o Brasil pode ser o motivo pelo qual as datas de conclusão do acordo Disney-Fox continuam a ser levemente adiadas. Anteriormente, havia algum otimismo da Disney de que o acordo poderia ser concluído no início de 2019, mas agora é esperado que seja fechado em junho deste ano. Enquanto o Brasil não der sua aprovação nas próximas semanas e meses, essa nova estimativa de junho pode ser adiada novamente.



Deixe sua opinião:)

Mostrar comentários 💬