Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegue aqui

James Gunn é demitido de “Guardiões da Galáxia Vol. 3”

A decisão vem depois que várias personalidades politicas trouxeram a tona velhos Tweets do diretor de 2009-2012, no qual ele fez piadas transgressivas sobre estupro e pedofilia. Desde então, ele deixou de postar em sua conta no Twitter.
James Gunn

Em um desenvolvimento chocante (via THR), a Walt Disney Studios demitiu o roteirista e diretor James Gunn do futuro Guardiões da Galáxia Vol. 3, a conclusão da trilogia do Universo Cinematográfico da Marvel.

A decisão vem depois que várias personalidades politicas trouxeram a tona velhos Tweets do diretor de 2009-2012, no qual ele fez piadas transgressivas sobre estupro e pedofilia. Desde então, ele deixou de postar em sua conta no Twitter.

As atitudes e declarações ofensivas descobertas no Twitter de James são indefensáveis ​​e inconsistentes com os valores de nosso estúdio, e nós rompemos nosso relacionamento comercial com ele”, disse o presidente da Walt Disney Studios, Alan Horn, em comunicado.

Antes de deixar sua conta, Gunn twittou: “Muitas pessoas que acompanharam minha carreira sabem quando eu comecei, eu me via como provocador, fazendo filmes e contando piadas que eram ultrajantes e tabus. Como tenho discutido publicamente muitas vezes, conforme me desenvolvi como pessoa, também mudei meu trabalho e meu humor.”

No início deste ano, o diretor James Gunn revelou que Guardiões da Galáxia Vol. 3 seria lançado nos cinemas em 2020. As filmagens estavam agendadas para começar em setembro em Atlanta, mas não se sabe se o filme vai se manter nessa programação. O terceiro filme dos Guardiões foi planejado para ser o passeio final para a equipe original, e criar futuros filmes na arena cósmica do MCU.

Há alguns anos escrevi um blog que era para ser satírico e engraçado”, disse Gunn em um comunicado em 2012. “Ao reler isso no último dia, não acho engraçado. A tentativa de humor no blog não representa meus sentimentos reais. No entanto, posso ver onde as declarações foram mal formuladas e ofensivas para muitos. Sinto muito e me arrependo de tê-las feito. As pessoas que estão familiarizadas comigo, como evidenciado pela minha página no Facebook e outras mídias, sabem que sou um defensor sincero dos direitos da comunidade gay e lésbica, mulheres e qualquer um que se sinta marginalizado, e me mata que algum outro como eu, apesar de seu gênero ou sexualidade, possa se sentir magoado ou atacado por algo que eu disse. Estamos todos no mesmo acampamento e quero fazer o melhor para tornar este mundo um lugar melhor para todos nós. Estou aprendendo o tempo todo. Eu prometo ser mais cuidadoso com minhas palavras no futuro. E eu farei o meu melhor para ser mais divertido também. Muito amor para todos.

Esta não é a primeira vez que o humor irreverente de Gunn volta para assombrá-lo. Em 2012. pouco depois de ele ter recebido o cargo de diretor dos primeiros Guardiões, um artigo postado em seu site em 2011 intitulado “Os 50 super-heróis com quem você mais quer fazer sexo” foi analisado. Embora tenha sido a tentativa de Gunn parodiar as atitudes sexistas dos fãs de quadrinhos, alguns de seus textos foram um pouco extremos demais e muitas vezes refletiam comentários da vida real da cultura de fãs tóxicos.

Embora a controvérsia não tenha custado a Gunn seu trabalho na época, o clima cultural mudou nos últimos, com a empresa-mãe da Marvel, a Disney, recentemente demitindo Roseanne Barr de sua série por fazer comentários racistas no Twitter.

Não se sabe quem assumirá o lugar de Gunn em Guardiões da Galáxia Vol. 3, ou se o filme será cancelado por completo. O primeiro filme foi um sucesso crítico e de bilheteria arrecadando US$ 773 milhões em 2014, com a continuação de 2017 arrecadando US$ 863 milhões. Gunn também serviu como produtor de Vingadores: Guerra Infinita, com seus personagens sendo trazendo a mistura no filme-evento do ano.

Espere por mais anúncios sobre Guardiões da Galáxia Vol. 3 em breve.


James Gunn no set de Guardiões da Galáxia

Deixe sua opinião:)