Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegação

Trama Alternativa: In Your Eyes

Apesar de ser um romance típico, pautado na conhecida fórmula de que o casal protagonista irá vencer todas as barreiras para ficarem juntos no final
Trama Alternativa: In Your Eyes

Pessoas desconhecidas que moram em lugares distantes e que possuem uma inexplicável conexão entre si, capaz de lhes possibilitar ver, ouvir e sentir o que se passa com o outro. Não estamos falando da série Original Netflix “Sense8”. Neste caso, trata-se do filme In Your Eyes.

A trama apresenta Rebecca Porter (Zoe Kazan) e Dylan Kershaw (Michael Stahl-David), dois completos desconhecidos que, graças a uma ligação sensitiva, começam a desenvolver uma relação que se aprofunda até se tornar um romance. Ele é um ex-presidiário que se encontra em condicional buscando sua reintegração social. Ela é casada com um médico renomado (Mark Feuerstein) e tenta lidar com seus conflitos emocionais, ao mesmo tempo em que precisa transmitir a imagem de mulher exemplar para o círculo profissional do marido.

Dylan mora no Novo México. Está em liberdade condicional após ter sido preso por invasão e roubo de propriedades privadas. Trabalha em um lava-rápido, ainda que insatisfeito. Mora sozinho em meio à bagunça e à sujeira das quais não consegue dar conta por falta de ânimo. É, na verdade, um homem sem perspectiva, que, apesar de ter um agente de condicional em sua cola, vive o dilema de viver uma vida banal e honesta ou de voltar a praticar os delitos que o levaram para a cadeia em busca de dinheiro e emoção.

Rebecca é de New Hampshire. Uma mulher aparentemente bem-sucedida: é casada com um médico bem-conceituado, mora em uma bela casa e frequenta importantes círculos sociais. Entretanto, nada disso é suficiente para preencher, nem ao menos esconder o vazio existencial que ela possui. Introspectiva e insegura, ela se vê pressionada a incorporar o papel de esposa ideal nos eventos nos quais precisa acompanhar o marido, enquanto se sente sufocada e reprimida por um aparente cuidado excessivo por parte deste, que, na verdade, é uma forma de controle.

O elo sensitivo entre os protagonistas não é explicado, porém ele se manifesta de forma intensa em momentos de tensão e perigo que um deles esteja vivenciando. A partir desses rompantes, os dois percebem que estão conectados a uma pessoa real. Começam, então, a conversar entre si e a trocar experiências. Passam a imergir na realidade do outro (agora com permissão, não apenas em situações repentinas), conhecendo-se melhor e intensificando o vínculo que possuem, o que acaba resultando no despertar de um amor.

Dirigido por Brin Hill e escrito por Joss Whedon (roteirista de “Toy Story” e de “Alien: A Ressureição”, além de responsável pela direção e pelo roteiro dos dois longas de “Os Vingadores”), o filme mantém uma fluidez dosada e linear: opta por não fazer uso de flashbacks, assim como segue um ritmo equilibrado, que não recai para a exposição de fatos explicados demais, como também não dispara em direção à instauração do conflito narrativo. Vale destacarmos a bela fotografia de Elisha Christian, assim como a trilha sonora composta por Tony Morales.

Apesar de ser um romance típico, pautado na conhecida fórmula de que o casal protagonista irá vencer todas as barreiras para ficarem juntos no final (atenção, isto não é spoiler, pois já fica sugerido ao longo de todo o filme), In Your Eyes consegue capturar o espectador por meio da sua delicadeza. É aquele tipo de filme para ser visto num momento tranquilo ou em que se busque tranquilidade, ou seja, quando estamos dispostos a acompanhar a construção de um relacionamento amoroso tenro e a suspirar com o seu desenrolar.


Divulgaí

Deixe sua opinião:)