Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegação

Conheça os dubladores da animação “Trolls”, da DreamWorks

Lembra daqueles bonequinhos de cabelo engraçado e rosto – tentando não ser exagerado – perturbador? Então, eles estão de volta, bem mais coloridos, engraçados e fofos.



Lembra daqueles bonequinhos de cabelo engraçado e rosto – tentando não ser exagerado – perturbador? Então, eles estão de volta, bem mais coloridos, engraçados e fofos. Dia 27 de outubro os Trolls vão invadir os cinemas com as vozes de Justin Timberlake e Anna Kendrick nos EUA, mas aqui, nas terras tupiniquins, o elenco fica por conta de Hugo Gloss, Jullie e Hugo Bonemer.

Na história repleta de música, cor e glitter seguimos Ramo que parte para uma jornada de descobertas e aventuras ao lado de Poppy, líder dos Trolls. Inicialmente inimigos por serem de raças diferentes, conforme os desafios são superados eles descobrem que no fundo combinam. “Não importa as diferenças, todos nós devemos nos respeitar e aceitar”, comentou Hugo Bonemer que dá voz a Ramo, em entrevista para o Loucos por Filmes.

A maior surpresa para a produção da dublagem brasileira ficou por conta do jornalista Hugo Gloss, que dubla o mesmo personagem de Kunal Nayyar, também conhecido como Rajesh Koothrapalli em The Big Bang Theory. “É uma animação da Dreamworks, é uma proposta que não se recusa. A verdade mesmo é que vim trazer glitter para essa produção. E com um personagem chamado Guy Diamond, não teria pessoa melhor que eu”.

Também quem é novo no ramo é Hugo Bonemer, que contou um pouco sobre as dificuldades entre teatro musical e dublar um musical. “O ritmo é totalmente diferente. Enquanto no teatro tem toda uma preparação, aqui, eu chego às duas da tarde, sabendo que às três tenho que cantar uma música e acertar em duas tentativas”.



Jullie, por outro lado, já está mais habituada. Participante do The Voice e lembrada por ter dublado Blair Waldorf em Gossip Girl e participado de projetos como Quando Toca o Sino, a atriz e cantora acredita que o mercado de dublagem tem espaço para qualquer um. “Desde que se prepare e faça o curso... Não acredito que seja um mercado difícil como dizem, você apenas tem que procurar uma oportunidade sempre”.

E poder ver esses personagens da infância de tantos não anima apenas os espectadores, mas também os dubladores. “Eu não lembro muito deles, mas acho incrível que agora crianças dessa nova geração possam conhecê-las”, explicou Jullie. Bonemer, por outro lado, lembra deles e comentou ter tido uma coleção, já Gloss: “Eu cortava o cabelo dos da minha irmã”.


Divulgaí

Deixe sua opinião:)