Loucos por Filmes

Loucos por Filmes

Destaques

Últimas

Navegação

Picasso e o Roubo da Mona Lisa estreia nos cinemas dia 12 de novembro

Picasso e o Roubo da Mona Lisa estreia nos cinemas dia 12 de novembro
PICASSO E O ROUBO DA MONA LISA do diretor espanhol Fernando Colomo (Tigres de Papel), teve estreia alterada para o dia 12 de novembro. Distribuído pela Esfera Filmes, o filme apresenta uma versão, baseada em uma história real, do desaparecimento da mais famosa obra de Leonardo Da Vinci do Museu do Louvre, a Mona Lisa, em 1911. “Acredito que a comédia seja um excelente veículo para contar coisas que parecem tão sérias e importantes. E o mundo da arte, cheio de regras e interesses próprios, permite isso”, diz Fernando Colomo sobre a escolha do tema e a opção por desenvolvê-lo em formato de comédia, ainda que com pinceladas dramáticas.

Trata-se de um fato histórico: o pintor Pablo Picasso e o escritor Guillaume Apollinaire foram mesmo investigados pelo roubo do quadro. O espanhol Picasso, o francês Apollinaire, e um terceiro membro – um jovem belga conhecido apenas como O Barão, formariam o que a imprensa francesa definiu, à época, como “uma gangue internacional que chegou à França para saquear os museus”. Após os interrogatórios, o pintor foi imediatamente liberado e Apollinaire permaneceu preso por uma semana. Curiosamente, o incidente não foi citado em nenhuma biografia de Picasso até muitas décadas depois. Para Colomo, trata-se de “uma história real que era, em si, um filme apaixonante”.

Picasso e o Roubo da Mona Lisa aborda ainda a rivalidade entre pintores já consagrados como Henri Matisse e os jovens artistas de vanguarda, como Picasso e Georges Braque, que apenas começavam a despontar, mostrando de forma irreverente os bastidores do início do movimento cubista.



Baseado em uma história real. Paris, 1911. Os jovens Pablo Picasso e Guillaume Apollinaire são detidos e interrogados sobre o roubo da Mona Lisa do Museu do Louvre. Anos antes, haviam sido acusados de roubar duas estátuas ibéricas que viriam a inspirar o Cubismo.
Serão eles parte de uma gangue internacional de ladrões de arte, ou será que tudo não passa de um mal-entendido?



Divulgaí

Deixe sua opinião:)